A obra esta sobre o seu ombro?

15 de setembro de 2016

A obra esta sobre o seu ombro?

     “E aconteceu, no dia em que Moisés acabou de levantar o tabernáculo, e o ungiu, e o santificou, e todos os seus utensílios, e também o altar, e todos os seus utensílios, e os ungiu, e os santificou, que os príncipes de Israel, os cabeças da casa de seus pais, os que foram príncipes das tribos, que estavam sobre os que foram contados, ofereceram e trouxeram a sua oferta perante o Senhor: seis carros cobertos e doze bois; por dois príncipes um carro; e para cada um, um boi; e os trouxeram diante do tabernáculo. E falou o Senhor a Moisés, dizendo: Toma os deles, e serão para servir no ministério da tenda da congregação; e os darás aos levitas, a cada qual segundo o seu ministério. Assim, Moisés tomou os carros e os bois, e os deu aos levitas. Dois carros e quatro bois deu aos filhos de Gérson, segundo o seu ministério; e quatro carros e oito bois deu aos filhos de Merari, segundo o seu ministério, debaixo da mão de Itamar, filho de Arão, o sacerdote. Mas aos filhos de Coate nada deu, porquanto a seu cargo estava o santuário, e o levavam aos ombros”; (Nm 7.1-9).

     Quando o povo de Israel marchava pelo deserto. Os levitas (tribo sacerdotal) desmontavam o Tabernáculo, e a Arca do Senhor era levada pelos sacerdotes, em duas varas. Eles iam com a nuvem de glória sobre eles, de modo que, se a nuvem de glória se movia, eles moviam-se também. Quando ela parava, eles paravam também! Desse modo, dessa maneira todo o Tabernáculo era desmontado e montado novamente no próximo local de acampamento. Tente imaginar que trabalho exaustivo que era a cada acampamento do povo de Israel pelos 40 anos que eles estiveram peregrinos pelo deserto. Havia três famílias procedentes da tribo de Levi, que eram responsáveis para realizar o transporte e a manutenção de todo o Tabernáculo e de todas as suas peças.  
     
     “Estes, pois, foram os filhos de Levi pelos seus nomes: Gérson, e Coate e Merari”; (Nm 3.17). Essas famílias proveniente da tribo de Levi eram chamados de: Gersonitas (Gerson), Coatitas (Coate) e Meraritas (Merari)Moisés efetuou então a distribuição dos 6 carros cobertos e dos 12 bois, os quais foram ofertados pelos príncipes das tribos de Israel para o transporte e locomoção do tabernáculo pelo deserto. Como ficou a divisão dos 12 bois e dos 6 carrosOs Gersonitas receberam 2 carros e 4 bois. “Dois carros e quatro bois deu aos filhos de Gérson, segundo o seu ministério”; (Nm 7.7). Para levarem praticamente o que? “E a guarda dos filhos de Gérson na tenda da congregação será o tabernáculo, e a tenda, e a sua coberta, e o véu da porta da tenda da congregação, e as cortinas do pátio, e o pavilhão da porta do pátio, que estão junto ao tabernáculo e junto ao altar, em redor; como também as suas cordas para todo o seu serviço”; (Nm 3.25,26). Os Gersonitas receberam 2 carros e 4 bois para carregarem lonas, véus, tecidos, cortinas e cordas. Os Meraritas receberam 4 carros e 8 bois. “E quatro carros e oito bois deu aos filhos de Merari, segundo o seu ministério, debaixo da mão de Itamar, filho de Arão, o sacerdote”; (Nm 7.8). Para levarem praticamente o que? “E o cargo da guarda dos filhos de Merari serão as tábuas do tabernáculo, e os seus varais, e as suas colunas, e as suas bases, e todos os seus utensílios, com todo o seu serviço, e as colunas do pátio em redor, e as suas bases, e as suas estacas e as suas cordas”; (Nm 3.36,37). Os Meraritas receberam 4 carros e 8 bois para carregarem tábuas, varais, estacas e cordas. Observação: Se você é bom de Matemática, você já deve ter percebido que se acabaram os carros e os bois. Gerson: 2 carros + 4 bois = 6. Merari: 4 carros + 8 bois = 12. O que recebeu os Coatitas! “Mas aos filhos de Coate nada deu, porquanto a seu cargo estava o santuário, e o levavam aos ombros”; (Nm 7.9). Observação: Os coatitas não ganharam nenhum carro coberto e nenhum boi. E que eles tinham que levar? “E a sua guarda será a arca, e a mesa, e o castiçal, e os altares, e os utensílios do santuário com que ministram, e o véu com todo o seu serviço”; (Nm 3.31). Parece um paradoxo, uma injustiça! Não é mesmo? Para carregarem as peças mais pesadas do tabernáculo! A Arca de ouro, a Mesa de ouro, o Altar de ouro, o Altar de cobre e a Pia de cobre. Parece algo sem sentido! Os Gersonitas e os Meraritas tinham carros cobertos os quais eram puxados por bois para carregarem praticamente, madeiras, lonas, tecidos e cordas. Os Coatitas ficaram com o ministério de carregarem as peças mais pesadas do Tabernáculo. Porém, observe esses dois importantes detalhes: (1) Sem nenhum carro coberto e (2) Sem nenhum boi. Qual era o ministério deles? Bem, eles tinham que carregar o santuário nos seus próprios ombros! As peças do Tabernacúlo que ficavam no Átrio, no Lugar Santo e no Lugar Santíssimo tinham que ser carregadas por varas, e nos ombros. Para estar perto da Presença de Deus, tem que se pagar um preço! Tem que ser nos ombros. O rei Davi tentou transportar a Arca do Senhor utilizando carros e bois em lugar de levitas e varas. O que aconteceu? Os bois tropeçaram! Uzá tentou segurar a arca e morreu na hora. “E puseram a arca de Deus em um carro novo e a levaram da casa de Abinadabe, que está em Geba; e Uzá e Aió, filhos de Abinadabe, guiavam o carro novo”; (2 Sm 6.3).

     “E, chegando à eira de Nacom, estendeu Uzá a mão à arca de Deus e segurou-a, porque os bois a deixavam pender. Então, a ira do Senhor se acendeu contra Uzá, e Deus o feriu ali por esta imprudência; e morreu ali junto à arca de Deus”; (2 Sm 6.6,7). Tem que ser ungido! Tem que estar em consagração! Tem que viver uma vida em santificação. Bois não podiam levar a Arca do Senhor, eles tropeçavam! Para caminhar naquele deserto com o santuário sobre os ombros! Você já parou um pouco para pensar na situação? Tinha que ser determinado e ser forte para fazer, realizar, executar essa tarefa! Hoje em dia qualquer coisinha simples o cristão fica fraco e já quer sair da Igreja! Existêm pessoas que ainda querem dar, entregar as suas vitória nas mãos do diabo. Não era fácil ter que montar e desmontar o Tabernáculo a cada acampamento que se realizava! Imaginem por 40 anos realizando esse ministério, essa tarefa, e no deserto. As pessoas saem do mundo e chegam na Igreja cheias de vícios, ódio, amargura, rancor, e pecado. Quando elas chegam a Igreja, recebem a Jesus! Recebem a Palavra, recebem a cura. O ministério passa o bálsamo. A Igreja ajuda tentando suprir as necessidades básicas dessas pessoas, tais como trabalho, roupas, moradia etc. Mas quando o ministério quer contar com essas pessoas para ajudar a carregar a Presença de Deus, Arca nos ombros. Essas pessoas querem carros cobertos e com bois. Quem é espiritual entenda esse mistério. Os sacerdotes levitas (coatitas) carregaram nos seus ombros a Arca durante 40 anos pelo deserto. Porém, chegou um momento que eles não precisariam carregar mais a Arca. Havia um lugar fixo para ela. O que aconteceu com todos aqueles Levitas, os Coatitas que carregaram a Arca por todo o período do deserto? Viraram músicos, louvoristas, uma tipologia da Igreja na Eternidade com Deus. Quem coloca os seus ombros a disposição do Reino de Deus recebe autoridade espiritual! “E porei a chave da casa de Davi sobre o seu ombro, e abrirá, e ninguém fechará, e fechará, e ninguém abrirá”; (Is 22.22). Jesus carregou uma cruz sobre os Seus ombros em um sacrifício único por toda a humanidade! Mas Ele recebeu uma autoridade tremenda! Dada por Deus! E esta chave, hoje, esta nas nossas mãos! Nós, a Igreja, o Corpo místico de Cristo, nós temos este poder de abrir e fechar! Ligar e desligar no céu e na terra! Jesus nos deu esta autoridade! Enfrente os problemas de frente! Você é quem tem o poder de Deus! Tenha autoridade! Você carrega a presença de Deus na tua vida! Se por ventura, se por acaso no seu ministério você não recebeu nenhum carro e nenhum boi. Coloca a Arca nos seus ombros e vai enfrente! Deus confia em você, Ele conta contigo. Trabalhe em prol do Reino de Deus, e você verá o que Ele fará na tua vida, na tua casa, na tua família, na tua cidade e no teu país!

Graça & Paz.

Rev. Dr. Carlos Andrade, Th.D.