Como é a aparência de Deus?

15 de outubro de 2017

Como é a aparência de Deus?


     “E logo fui arrebatado em espírito, e eis que um trono estava posto no céu, e um assentado sobre o trono. E o que estava assentado era, na aparência, semelhante à pedra jaspe e de sardônica; e o arco celeste estava ao redor do trono, e era semelhante à esmeralda”; (Ap 4.2,3). “E, por cima do firmamento, que estava por cima da sua cabeça, havia uma semelhança de trono como de uma safira; e, sobre a semelhança do trono, havia como que a semelhança de um homem, no alto, sobre ele. E vi como a cor de âmbar, como o aspecto do fogo pelo interior dele, desde a semelhança dos seus lombos e daí para cima; e, desde a semelhança  dos seus lombos e daí para baixo, vi como a semelhança de fogo, e um resplendor ao redor dele”; (Ez 1.26,27). 

   Conforme, de acordo com os textos bíblicos citados acima, você pode observar claramente que Deus não tinha uma forma definida e nem uma aparência definida. Deus era uma aparência sem definição. Tanto o profeta Ezequiel como o evangelista João sabiam que se tratava da Pessoa do Pai ser a semelhança do homem que estava assentado sobre o Trono quando inspirados pelo Espírito Santo, eles descreveram a visão do Pai. Mas observe que eles não descreveram a aparência de Deus de uma forma concreta, de uma forma absoluta. “E o que estava assentado era, na aparência, semelhante...”; “havia como que a semelhança de um homem, no alto, sobre ele...”. Na realidade Deus não tinha um corpo para expressar a Sua essência. Deus era invisível (no sentido de nunca ter sido visto e  revelado nitidamente) antes da encarnação de Jesus. 

     “Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o revelou”; (Jo 1.18). Jesus ao encarnar-se deu uma forma corpórea física e nitida para a Divindade. Ou seja, através do corpo de Cristo toda a Divindade passou a habitar nesse corpo; “Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus”; (Fp 2.6). O corpo físico do Filho tem dentro Dele toda a Essência da Divindade; “Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da Divindade”; (Cl 2.9).  Nós os cristãos como Igreja somos o Corpo Místico da Divindade. “Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; Um só Senhor, uma só fé, um só batismo; Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos”; (Ef 4.4-6). A Bíblia Sagrada em muitas de suas passagens, ao referir-se a Deus atribui-lhe muitas partes, ou órgãos, que fazem parte do corpo físico humano, as quais também fazem parte da Sua natureza divina. Observe algumas dessas passagens. E o Senhor cheirou o suave cheiro e disse o Senhor em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem, porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice, nem tornarei mais a ferir todo o vivente, como fiz”; (Gn 8.21). E eu vos levarei à terra, acerca da qual levantei a mão, jurando que a daria a Abraão, e a Isaque e a Jacó, e vo-la darei por herança, eu o Senhor”; (Êx 6.8). 

E com o sopro dos teus narizes, amontoaram-se as águas; as correntes pararam como montão; os abismos coalharam-se no coração do mar”; (Êx 15.8). E deu a Moisés (quando acabou de falar com ele no monte Sinai) as duas tábuas do Testemunho, tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus”; (Êx 31.18). “E aconteceu que, queixando-se o povo, era mal aos ouvidos do Senhor; porque o Senhor ouviu-o, e a sua ira se acendeu, e o fogo do Senhor ardeu entre eles e consumiu os que estavam na última parte do arraial”; (Nm 11.1). E te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram, para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas que de tudo o que sai da boca do Senhor viverá o homem”; (Dt 8.3).  Terra de que o Senhor, teu Deus, tem cuidado; os olhos do Senhor, teu Deus, estão sobre ela continuamente, desde o princípio até ao fim do ano”; (Dt 11.12). “E abaixou os céus, e desceu, e uma escuridão havia debaixo de seus pés”; (2 Sm 22.10). “Trovejou desde os céus o Senhor e o Altíssimo fez soar a sua voz”; (2 Sm 22.14).  “Deus disse na sua santidade: Eu me regozijarei, repartirei a Siquém e medirei o vale de Sucote. Meu é Gileade e meu é Manassés; Efraim é a força da minha cabeça; Judá é o meu legislador”; (Sl 60.6,7).  E disse mais: Não poderás ver a minha face, porquanto homem nenhum verá a minha face, e viverá. Disse mais o Senhor: Eis aqui um lugar junto a mim; ali te porás sobre a penha. E acontecerá que, quando a minha glória passar, te porei numa fenda da penha e te cobrirei com a minha mão, até que eu haja passado. E, havendo eu tirado a minha mão, me verás pelas costas; mas a minha face não se verá”; (Êx 33.20-23). 

     Com base nos textos bíblicos citados acima. Então posso afirmar que Deus tem coração, mãos, nariz, dedo, ouvidos, boca, olhos, pés, voz, cabeça, face, costas? Então Deus tem a forma física de uma pessoa? A resposta é NãoOs órgãos humanos atribuídos a Deus estão referidos na Bíblia em linguagem antropomórfica.  Antropomorfia é a atribuição de características humanas a Deus, a fim de que o homem possa “tentar” entender o agir de Deus dentro do seu ponto de vista humano. A verdade é que nem mesmo o patriarca Moisés, o qual viu Deus pelas costas, considerou a possibilidade de Deus ter aparência humana. Na verdade, o que ocorreu foi uma Teofania. Aconteceu uma manifestação visível, mas não física (palpável) de Deus em forma de homem. Por essa razão, o patriarca Moisés recebeu de Deus e repassou para o povo israelita e, por extensão, a todos os demais povos. Há jamais compararem Deus a qualquer coisa existente, quer no céu, quer na terra, quer debaixo dela. “Guardai, pois, com diligência a vossa alma, pois semelhança nenhuma vistes no dia em que o Senhor, vosso Deus, em Horebe, falou convosco do meio do fogo; para que não vos corrompais e vos façais alguma escultura, semelhança de imagem, figura de macho ou de fêmea; figura de algum animal que haja na terra, figura de alguma ave alígera que voa pelos céus; figura de algum animal que anda de rastos sobre a terra, figura de algum peixe que esteja nas águas debaixo da terra; e não levantes os teus olhos aos céus e vejas o sol, e a lua, e as estrelas, todo o exército dos céus; e sejas impelido a que te inclines perante eles, e sirvas àqueles que o Senhor teu Deus, repartiu a todos os povos debaixo de todos os céus”; (Dt 4.15-19). O que é matéria? É qualquer substância sólida, líquida ou gasosa que ocupa lugar no espaço. A única forma de Deus em material  física palpável “carne” é a própria Pessoa de Jesus Cristo. “Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta. Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?”; (Jo 14.8,9). Em Jesus Cristo, Deus se manifestou em Teantropia “Deus em forma física de homem”.  A Teantropia é o contrario da Teofania a qual era uma manifestação visível, mais não  palpável.

Graça & Paz.

Rev. Dr. Carlos Andrade, Th.D.