O que é Hades? O que é Gehenna?

15 de janeiro de 2015

O que é Hades? O que é Gehenna?


      “Então, alguns dos escribas e dos fariseus tomaram a palavra, dizendo: Mestre, quiséramos ver da tua parte algum sinal. Mas ele lhes respondeu e disse: Uma geração má e adúltera pede um sinal, porém não se lhe dará outro sinal, senão o do profeta Jonas, pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do Homem três dias e três noites no seio da terra”; (Mt 12.38-40). 

     Embasado no texto bíblico podemos afirmar que Jesus cristo foi ao Hades. Ou Ele foi ao inferno? Bem o que nós chamamos de Inferno, na realidade é conhecido como Hades. Apesar de algumas versões bíblicas o denominarem como inferno. Jesus fez uma viagem, um caminho de três dias ao centro terra, ao seio da terra. Isto foi predito em tipologia no Antigo testamento. “... e a arca do concerto do Senhor (Representava a presença de Jesus) caminhou diante deles caminho de três dias, para lhes buscar lugar de descanso”; (Nm 10.33b). O Hades é uma grande prisão, esse local chamado erradamente de Inferno é conhecido como Hades (gr) ou Sheol (hb). As almas dos justos e ímpios eram levadas para esse lugar após a morte física. No caso dos demônios, eles são enviados para o Abismo em espíritos, pois eles não podem passar pela morte física, por não terem um corpo físico. E também não podem morrer espiritualmente por já terem sido criados eternos. O Hades é um lugar intermediário, antes do verdadeiro Inferno, o Lago de Fogo e Enxofre “Gehenna”. 

     O Hades “era” um lugar intermediário para os justos, e “contínua” sendo um lugar intermediário para os ímpios. Os justos eram levados para o “Seio de Abraão”, também conhecido como o “Paraíso” que se localizava no Hades. O Hades continha três divisões. Para melhorar o seu entendimento seria como uma casa de três ambientes diferentes e totalmente separados um do outro, porém dentro de um mesmo lugar. A 1ª divisão como um ambiente de um Paraíso para as almas dos justos. A 2ª divisão para as almas dos ímpios em um ambiente totalmente quente e semi infernal chamado de Lugar de Tormento (porque ainda não é o verdadeiro inferno). E a 3ª divisão para os espíritos imundos em forma de um Abismo como divisão entre os dois ambientes anteriores já citados.  Esse abismo foi reservado e criado para os “anjos caídos; demônios”. Todas estas três divisões eram consideradas como um cativeiro. Satanás gozava do privilegio de ter a posse das chaves deste local dadas por Adão ao pecar. Quando Jesus diz ao malfeitor “ladrão” da cruz que hoje mesmo eles estariam no Paraíso.  Jesus não se referia ao Reino de Deus e sim ao “Seio de Abraão”. “E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso”;  (Lc 23.43). Bem após esta introdução. Observaremos uma base bíblica para a explicação total desse assunto para o seu entendimento. Ou seja, a existência real desse lugar chamado de Hades. E de suas três divisões. O Seio de Abraão, localizado a direita; O Lugar de Tormento, a esquerda e o Abismo no centro como uma separação entre os dois lugares anterior. O que era o Seio de Abraão? Era o Paraíso, o descanso. O Seio localizava-se no Hades! “Ora, havia um homem rico, e vestia-se de púrpura e de linho finíssimo, e vivia todos os dias regalada e esplendidamente. Havia também um certo mendigo, chamado Lázaro, que jazia cheio de chagas à porta daquele. E desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as chagas. E aconteceu que o mendigo morreu, e foi levado pelos anjos para o Seio de Abraão; (1ª repartição) e morreu também o rico, e foi sepultado. E, no Hades (todo o lugar), ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão e Lázaro no seu Seio. E, clamando, disse: Abraão meu pai, tem misericórdia de mim e manda a Lázaro que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro, somente males; e, agora, este é consolado, e tu atormentado. E, além disso, está posto um grande Abismo (2ª repartição) entre nós e vós, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá passar para cá. E disse ele: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos, para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham também para este Lugar de Tormento (3ª repartição). Disse-lhe Abraão: Eles têm Moisés e os profetas; ouçam-nos. E disse ele: Não, Abraão meu pai; mas, se algum dos mortos fosse ter com eles, arrepender-se-iam. Porém, Abraão lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite”; (Lc 16.19-31). Jesus teria, Ele tinha que resgatar, re-haver, recuperar a chave da vida e da morte que estava em poder de Satanás. Esta chave é espiritual, ela foi entregue a Cristo, na cruz e não no Hades. Jesus teria que estar primeiro com a posse desta chave em mãos, para depois entrar no Hades, e não entrar no Hades sem a chave para depois pegá-la.

     “E, quando vós estáveis mortos nos pecados e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas, havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo”; (Cl 2.13-15). Todos os santos do Antigo Testamento esperavam a descida de Jesus ao seio da terra, a sepultura, ao inferno (que agora você sabe que refere-se ao Hades). Jesus era e é a esperança da vida sobre a morte. O patriarca Jó creu na esperança. Ele sabia que iria passar pela morte, que o seu corpo seria comida para os vermes. Jó sabia que a sua alma iria para um lugar chamado Seol no “Hades”. Mas Jó também sabia que Jesus, a sua esperança iria busca-lo no Hades, resgatar a sua alma no Seio de Abraão. “Se eu olhar a sepultura como a minha casa; se nas trevas estender a minha cama;  se à corrupção clamar: Tu és meu pai; e aos bichos: Vós sois minha mãe e minha irmã;  onde estaria então, agora, a minha esperança? Sim a minha esperança, quem a poderá ver? Ela descerá ate os ferrolhos do Seol, quando juntamente no pó teremos descanso”; (Jó 17.13-16). Davi também sabia que Jesus Cristo iria ao Hades, resgatar a sua alma no Seio de Abraão.“Pois não deixarás a minha alma no inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção”; (Sl 16.10). Exceto a Enoque, Elias e Moisés. Todos os patriarcas, profetas, e justos que creram na vinda de Jesus, estavam no Hades. Na expectativa de Jesus ir ate lá resgatar as suas almas no Seio de Abraão. Davi estava entre eles. “Posto entre os mortos; como os feridos de morte que jazem na sepultura, dos quais te não lembras mais; antes, os exclui a tua mão. Puseste-me no mais profundo do Abismo, em trevas e nas profundezas. Sobre mim pesa a tua cólera; tu me abateste com todas as tuas ondas. (Selá.) Alongaste de mim os meus conhecidos e fizeste-me em extremo abominável para eles. Estou fechado e não posso sair. A minha vista desmaia por causa da aflição. Senhor, tenho clamado a ti todo o dia, tenho estendido para ti as minhas mãos.  Mostrarás tu maravilhas aos mortos, ou os mortos se levantarão e te louvarão? (Selá). Será anunciada a tua benignidade na sepultura, ou a tua fidelidade na perdição? Saber-se-ão as tuas maravilhas nas trevas, e a tua justiça na terra do esquecimento?”; (Sl 88.5-12). Mas antes de ir para o Céu. Primeiro Jesus teria que descer ao Hades. Ele só poderia entrar no Hades em alma, para isso Jesus teria que passar pela morte física. A morte não poderia deter a Jesus e a Sua alma não poderia ficar no Hades.

Graça & Paz.

Rev. Dr. Carlos Andrade, Th.D.