O que é Teantropia?

15 de setembro de 2017

O que é Teantropia?


     “Que é o homem mortal para que te lembres dele? E o filho do homem, para que  o visites? Contudo, pouco menor o fizeste do que os anjos e de glória e de honra   o coroaste”; (Sl 8.4,5). 

     Antes Deus era somente Espírito. Mas por causa da encarnação de Cristo, e a Sua ressurreição dentre os mortos, e o Seu regresso a glória do Pai com uma herança glorificada que é o Seu corpo físico. Hoje, Deus tem um corpo! Deus ao criar o homem, o criou espírito, alma e corpo. O corpo físico era uma coisa que Deus mesmo não possuía! Deus era Espírito e Suas almas eram espirituais, ou seja, não palpáveis. As partes imateriais têm a capacidade de compartilharem o mesmo espaço (corpo) ao mesmo tempo, sem perderem as suas identidades e essências. Por causa disso, em um corpo de uma só pessoa pode habitar uma legião com + ou - 2000 demônios, e nenhum deles perderem as suas identidades; “ .... (eram quase dois mil)... ”; (Mc 5.13). Por outro lado a Divindade que são três pessoas (três almas definidas) não tem problema de espaço porque Elas (as pessoas da Divindade) são um Espírito com três almas. Estas almas ocupam o mesmo espaço no corpo espiritual sem perderem as Suas identidades. Quando Deus criou ao homem algo novo foi introduzido na criação. Os animais criados infinitamente menores que o homem têem uma alma irracional, um corpo físico animal e um alento de vida. Um Deus dicótomo cria a um homem tricótomo? O objetivo e propósito de Deus em criar ao homem tricótomo é por que Ele irá um dia habitar no homem.

      Em um mundo ao qual os homens querem ser deuses, o verdadeiro Deus, quis ser um homem. “Pelo que, entrando no mundo, diz: Sacrifício e oferta não quiseste, mas corpo me preparaste”; (Hb 10.5). Os próprios anjos não foram criados com um corpo físico. Eles têm corpos espirituais. Os anjos sem um corpo físico não podem habitar na terra. Eles podem ser vistos, mas não podem ser tocados. Infelizmente ao contrário dos anjos, os homens usam, utilizam  muito pouco o seu lado espiritual. Satanás entrou no mundo por um animal, a serpente. Ele queria possuir um ser humano, um corpo físico. Não pôde possuir a Eva, nem a Adão e muito menos a Caim, por causa do sinal. Satanás e os seus demônios não querem possuir aos animais, pois as suas almas são irracionais. Eles não podem controlar o mundo físico através dos animais, eles querem possuir ao homem. O homem foi condicionado a um corpo físico, o corpo físico é o centro da condição de Satanás, pois ele terá que ter um corpo físico para ser julgado. O homem, ao contrario dos anjos foi criado um pouco menor que eles. O homem foi criado mortal, o homem passou a ter uma alma imortal, condicionada a um corpo mortal, sem a glória que os anjos carregam. “Que é o homem mortal para que te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites? Contudo, pouco menor o fizeste do que os anjos e de glória e de honra o coroaste”; (Sl 8.4,5). Esta passagem bíblica contém o mistério! Esta realidade Satanás não esperava. Deus dar ao homem o direito de ser redimido em Cristo e a receber a um corpo imortal e glorificado? Com a vinda do Filho, o Pai deposita a sua única possibilidade de redimir e vir habitar no homem, através da vinda do Filho em um corpo físico humano. Deus Se torna tricótomo através do corpo físico de Jesus. Deus então completa o Seu plano redentor. O corpo físico era a única coisa que a Divindade não possuía, e por causa deste corpo toda a Divindade será conhecida. “O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da Majestade nas alturas”; (Hb 1.3). “E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência. Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse”; (Cl 1.18,19). 

O corpo físico do Filho tem dentro dele toda a essência da Divindade. Antes da encarnação do Verbo, Deus não tinha uma forma e aparência definida, Deus tinha uma aparência indefinida. “E logo fui arrebatado em espírito, e eis que um trono estava posto no céu, e um assentado sobre o trono. E o que estava assentado era, na aparência, semelhante à pedra jaspe e de sardônica; e o arco celeste estava ao redor do trono, e era semelhante à esmeralda”; (Ap 4.2,3). “E, por cima do firmamento, que estava por cima da sua cabeça, havia uma semelhança de trono como de uma safira; e, sobre a semelhança do trono, havia como que a semelhança de um homem, no alto, sobre ele. E vi como a cor de âmbar, como o aspecto do fogo pelo interior dele, desde a semelhança dos seus lombos e daí para cima; e, desde a semelhança  dos seus lombos e daí para baixo, vi como a semelhança de fogo, e um resplendor ao redor dele”; (Ez 1.26,27). Deus não tinha um corpo físico para expressar a Sua essência. Jesus em Sua Teantropia, ao encarnar-se deu uma forma corpórea, ou seja, um corpo físico para Deus. “Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus”; (Fp 2.6). “Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da Divindade”; (Cl 2.9). “Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; Um só Senhor, uma só fé, um só batismo; Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos”; (Ef 4.4-6). Enquanto nós ainda não temos os nossos corpos glorificados. Estamos limitados e condicionados ao nosso corpo físico. Devemos aproveitar de uma forma inteligente esse corpo o qual é templo do Espírito Santo. Devemos realizar a obra de Deus em quanto temos vigor e forças físicas. O corpo humano é uma substância física, a estrutura do homem. O corpo físico é a única parte do homem que se acaba que se consome aos poucos, a cada segundo de vida o corpo morre. O corpo físico ja nasce morrendo, células começam a se decompor ja no ato de nascimento de um ser humano.

     “Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento; (chegado o tempo da velhice); antes que se escureçam o sol, (a morte do pai) e a luz, (a perda da vontade e da razão de viver) e a lua, (a perda também da mãe) e as estrelas  (a perda dos irmãos e das irmãs), e tornem a vir as nuvens (virão os filhos) depois da chuva; (os filhos dos filhos, os netos); no dia em que tremerem os guardas da casa (os ossos não tem mais forças para suportarem a estrutura do corpo físico, não ter forças para brincar com os netos), e se curvarem os homens fortes (os músculos do corpo físico), e cessarem os moedores por já serem poucos (os dentes), e se escurecerem os que olham pelas janelas (os olhos); e as duas portas da rua se fecharem por causa do baixo ruído da moedura (os ouvidos), e se levantar à voz das aves  (as cordas vocais), e todas as vozes do canto se baixarem (a voz ficar fanhosa e imcompreensível); como também quando temerem o que está no alto (lembrar de Deus, o Criador), e houver espantos no caminho (os cabelos começarem a cair), e florescer a amendoeira (ou ficarem brancos)  e o gafanhoto for um peso (o estômago já não funciona bem), e perecer o apetite (o aparelho digestivo); porque o homem se vai à sua eterna casa, e os pranteadores andarão rodeando pela praça (chegará o dia do descanso do corpo fíisico, e a família já começa a sofrer); antes que se quebre a cadeia de prata (a coluna vertebral, dores nas costas, não conseguir andar mais sozinho), e se despedace o copo de ouro (o cérebro, raciocínio, instintos e pensamentos), e se despedace o cântaro junto à fonte (a consciência das coisas que você poderia ter realizado), e se despedace a roda junto ao poço (já é tarde, o corpo físico não tem mais forças para acompanhar o desejo do coração), e o pó volte à terra, como o era (a força do corpo físico se acaba), e o espírito (como um livro selado, igual a caixa preta do avião. Com todas as informações gravadas da vida da pessoa) volte a Deus, que o deu”; (Ec 12.1-7). 

     Devemos aproveitar de uma maneira útil e saldável o nosso corpo físico. Qual é a melhor maneira de fazermos isto? Servindo a Deus. Fazendo isto, Ele renova as nossas forças e aumenta a nossa qualidade de vigor, e de vida nesse pequeno período que vivemos em nosso corpo físico. 

Graça & Paz.

Rev. Dr. Carlos Andrade, Th.D.